• InicioPostagens RecentesEdifique Sua Mente!FilosofiaPensamentosFique Por Dentro!AgnosticismoAteismoBig BangBuddhaCiencia X ReligiaoConecimento CientificoDeismoIdeologia X AlienacaoReligiaoLearn English!ExtrasCuriosidades

    Mundo Estranho

    Cafe Escritor

    _____________________

    Albert Einstein

    "O ser humano vivencia a si mesmo, seus pensamentos como algo separado do resto do universo - numa espécie de ilusão de ótica de sua consciência. E essa ilusão é uma espécie de prisão que nos restringe a nossos desejos pessoais, conceitos e ao afeto por pessoas mais próximas. Nossa principal tarefa é a de nos livrarmos dessa prisão, ampliando o nosso círculo de compaixão, para que ele abranja todos os seres vivos e toda a natureza em sua beleza. Ninguém conseguirá alcançar completamente esse objetivo, mas lutar pela sua realização já é, por si só, parte de nossa liberação e o alicerce de nossa segurança interior."

    _____________________

  • Coment. Recentes:

    giovanna cunha em Brasileiro sugere existê…
    Claudio Rennó em Brasil está entre as se…
    thalhes em Inglês não…
    dorinha em Inglês não…
    wendy karoline em Inglês não…
    wlm em Inglês não…
    Dmingos José dos San… em Feira de Santana – …
    Talita em Inglês não…
    rivaldo em Inglês não…
    Ísis em Inglês não…
    Janaina em Inglês não…
    ayra em História da Líng…
    ayra em História da Líng…
    Fernando Borges em Inglês não…
    paulo cezar bastos d… em Feira de Santana – …
  • Arquivo:

Cientistas divulgam genoma completo de James Watson, pioneiro do DNA

Cientistas divulgam genoma completo de James Watson, pioneiro do DNA

→ Origem: G1

 

A era da genômica personalizada chegou — pelo menos para James Watson, co-descobridor da estrutura da molécula de DNA e primeiro líder do projeto de decifração do genoma humano. Um grupo de cientistas nos Estados Unidos acaba de divulgar o conteúdo completo do DNA de Watson — todos os 6 bilhões de letras químicas — numa publicação no periódico científico “Nature”.

Com isso, o polêmico biólogo se torna a segunda pessoa no mundo a ter seu genoma completo disponível para download. O primeiro foi Craig Venter, rival de Watson (e do consórcio público internacional) na corrida pelo seqüenciamento do genoma humano, que teve seu DNA completo esmiuçado no ano passado. Mas a nova seqüência, de Watson, deve ser a que começará a era da genômica personalizada. Isso porque, em contraste com os projetos anteriores, esse custou menos de US$ 1 milhão e levou apenas dois meses para ser realizado.

 
Pode parecer muita coisa, mas não se compara aos bilhões gastos, ao longo de uma década, com o projeto público que criou a primeira seqüência básica do genoma humano — uma espécie de “padrão genérico” que serve para comparação com os genomas individuais que estão saindo agora. E há quem diga que o valor pode baixar para US$ 300 mil por genoma, em breve, e em uma década talvez atingir o valor “de ouro”, a mil dólares.

 
Com isso, abrem-se as portas para a medicina genômica — a idéia de que um médico poderá, de posse das informações do DNA de um indivíduo, fazer predições seguras e certeiras sobre sua saúde e as doenças que ele pode vir a ter. Ou não.

E, na verdade, os cientistas hoje estão concluindo que pouco poderá ser dito a respeito de uma pessoa, olhando para o seu genoma. “Atualmente, temos pouca habilidade para fazer predições confiáveis a partir dos dados”, afirma Maynard Olson, da Universidade de Washington em Seattle, comentando o estudo publicado sobre o genoma completo de Watson. “Para pegar um exemplo bem simples de um traço altamente hereditário, não podemos nem fazer uma predição aproximada da altura de Watson com sua sequência genômica: as variações conhecidas mais informativas que influenciam a altura respondem por apenas alguns milímetros de variação, numa característica em que o desvio padrão é de sete centímetros.”

Moral da história: por enquanto, a era da genômica personalizada vai fazer muito mais a alegria dos cientistas — que terão cada vez mais dados para analisar e descobrir as variações que produzem as diferenças entre as pessoas — do que a dos médicos, que continuarão tendo de basear suas práticas muito mais em diagnósticos do que em prognósticos.
Para Olson, isso pode desencorajar o movimento forte da indústria para o desenvolvimento de técnicas rápidas e baratas de sequenciamento de DNA — as farmacêuticas estavam apostando que podiam rapidamente desenvolver novos tratamentos com base no conceito de medicina genômica personalizada, e o caso não parece ser esse. “A ciência básica provavelmente receberá o novo trabalho, e a era que começa com ele, com muito mais entusiasmo.”

Ainda assim, não há dúvida de que há modelos de negócio que funcionam na genômica personalizada. Basta lembrar os recentes casos da gigante tecnológica Google e da empresa de biotecnologia islandesa deCODE, que lançaram sistemas para ler centenas de milhares de variações genéticas no DNA de cidadãos comuns e fazer uma “genotipagem” do genoma, pelos tais mil dólares. Se a sequência completa não pode dizer muito, essa “genotipagem” diz menos ainda — mas é capaz de entreter, como indicar sua ancestralidade e aludir (sem muita convicção) a alguns possíveis riscos de saúde ligados a certas combinações genéticas presentes no indivíduo.

Retornar ao Topo da Página.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: